01/11/2017 às 10:51

Confiança dos empresários segue com ritmo de melhora pelo terceiro mês consecutivo em Cuiabá

O período de final de ano, com a data comemorativa mais importante para o comércio (Natal), influencia positivamente na confiança do empresário em todo Estado, segundo o presidente da Fecomércio-MT, Hermes Martins da Cunha.

O mês de outubro registrou o terceiro aumento consecutivo da pesquisa que mede o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec). Divulgada nesta terça-feira (31/10), pela Fecomércio-MT, a pesquisa registrou aumento de 2,8% em outubro sobre o mês anterior e chegou a 119,9 pontos, bem acima da zona de insatisfação (abaixo de 100), com variação de zero a 200 pontos. Se comparado com o mesmo período do ano passado, o aumento foi de 10,5%, quando, na época, o Icec registrava 108,5 pontos.

A melhora da confiança dos empresários da capital foi registrada também nos demais componentes da pesquisa, com aumento no Índice de Condições Atuais do Empresário do Comércio – ICAEC, que chegou a 95 pontos (4,9%); no Índice de Expectativa do Empresário do Comércio – IEEC, com 160 pontos (0,9%) e Índice de Investimento do Empresário do Comércio – IIEC, com 104,6 pontos (4%).

O período de final de ano, com a data comemorativa mais importante para o comércio (Natal), influencia positivamente na confiança do empresário em todo Estado, segundo o presidente da Fecomércio-MT, Hermes Martins da Cunha. “As vendas para o comércio no final do ano sempre foram positivas e dá um fôlego aos empresários de Mato Grosso. Além disso, a recuperação da atividade econômica nos últimos meses deste ano e o consumo das famílias impulsionam as vendas do comércio”.

Empresários começam os investimentos para o período de fim de ano

Prova disso é o aumento do investimento nas empresas feito pelos empresários. O índice que mede o Indicador de Contratação de Funcionários – ICC, da pesquisa mostrou elevação de 3,9% e atingiu 130,5 pontos em outubro. No mesmo período do ano passado, o índice atingia 115,6 pontos. Apenas as empresas com mais de 50 empregos registraram retração no mês se comparado com o imediatamente anterior (-2,6%).

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima crescimento de 4,3% no volume de vendas do varejo no Natal de 2017, o primeiro aumento no período desde o Natal de 2014.

Fonte: Fecomércio-MT

Sobre o Sindicato

Sindicato dos Representantes Comerciais no Estado de Mato Grosso


Serviços