06/07/2017 às 08:35

Emanuel volta atrás e suspende início de aplicação de multas por vídeomonitoramento

A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) de Cuiabá informou, na noite desta quarta-feira (05), que está suspensa por tempo indeterminado a aplicação de multas por meio do sistema de videomonitoramento na Capital. A determinação atende a um pedido do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), que pretende intensificar as campanhas de conscientização pelos próximos 30 dias.

“Emanuel Pinheiro defende que o sistema seja utilizado para humanizar o trânsito e quer que se faça a conscientização das empresas e dos motoristas de ônibus e micros, para que eles também não invadam as faixas destinadas aos veículos. O objetivo do prefeito com o sistema não é penalizar e nem incentivar a chamada ‘indústria da multa’. Ele defende a indústria da vida e a humanização do trânsito”, esclareceu a Semob, por meio de nota.

O aumento na fiscalização contra infrações de trânsito através das câmeras estava previsto para ser iniciado nesta quinta-feira (06). No ano passado, o Governo do Estado também anunciou que aumentaria o número de câmeras tanto em Cuiabá quanto em Várzea Grande de 102 para 304, nas regiões centrais e periféricas.

Esta é a segunda vez que o prefeito suspende o início da aplicação das multas. Ao assumir o comando do Alencastro, Emanuel determinou que os motoristas que fossem pegos em autos de infração recebessem apenas uma advertência, até que houvesse um amplo debate sobre o assunto.

“Não foi estabelecido prazo, mas pelos próximos 30 dias iremos intensificar a campanha de esclarecimento. A Semob também fará a revitalização da sinalização horizontal e vertical nas principais vias onde funciona a faixa exclusiva para ônibus”, concluiu a Semob.
 
Fonte: Olhar Direto - Da Redação - Érika Oliveira