22/06/2017 às 09:18

Pesquisa mostra melhora na Confiança do Empresário em Cuiabá neste primeiro semestre

De junho de 2016 a junho desse ano, o índice partiu de 92,1 pontos para os atuais 115,9 pontos, saindo do nível de insatisfação (de zero até 100 pontos), para nível de satisfação (acima de 100 pontos até o limite de 200 pontos), onde encontra-se em situação otimista.

A pesquisa que mede o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), traz no mês de junho, crescimento da confiança dos empresários em Cuiabá (MT). O maior crescimento da pesquisa foi identificado no tópico que mede o nível de investimentos que os empresários pretendem fazer nas empresas. O subitem que se destacou foi o da expectativa de contratação de funcionários.

os resultados do mês de junho mostram índices positivos do Icec, com alta de 1,3% confiança dos empresários sobre o mês passado. A pesquisa também mostra crescimento de 14,3% no primeiro semestre do ano e na variação anual (25,8%) de melhora na confiança.

De junho de 2016 a junho desse ano, o índice partiu de 92,1 pontos para os atuais 115,9 pontos, saindo do nível de insatisfação (de zero até 100 pontos), para nível de satisfação (acima de 100 pontos até o limite de 200 pontos), onde encontra-se em situação otimista. 

Investimento

Dos subíndices da pesquisa, a que apresentou maior crescimento na variação mensal foi no Investimento dos Empresários do Comércio (IIEC), com alta de 3,7%, chegando a 97,5 pontos no mês. A alta foi puxada pelo Nível de Investimento das Empresas (7,8%), Indicador de Contratação de Funcionários (2,7%), e Situação Atual dos Estoques (1,4%).

Em junho de 2016, o subíndice alcançava 86,5 pontos. No acumulado dos últimos 13 meses, a alta chegou a 12,7%. A alta apresentada até esse mês mostra uma retomada da confiança dos empresários em buscar investimentos para a empresa.  

Expectativa

O subíndice que mede Expectativa do Empresário do Comércio (IEEC) apresentou alta de 0,6% em junho e chegou a 162,9 pontos. Se comparamos com junho do ano passado, quando o subíndice apresentava 137,8 pontos, a alta nesses últimos 13 meses foi de 18,2%.

Condição atual

Apenas o subíndice que mede as Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC) apresentou leve queda de 0,1% no mês, atualmente com 87,3 pontos. Em contrapartida, o subíndice foi a que apresentou maior alta na variação anual, com crescimento de 67,5%, se comparado com junho de 2016, quando tinha apenas 52,1 pontos.

“Apesar da melhora, os acontecimentos políticos de maio lançaram novas incertezas no cenário de retomada da atividade econômica”. A afirmação da economista da CNC, Izis Ferreira, afeta a confiança dos tomadores de decisão no varejo – os empresários. 
 

Fonte: Fecomércio-MT